Para ti…

Não há…

Que posso eu dizer,

que possa ter importância?

Não há dias, nem há meses,

nem quilómetros nem distância.

Não há perto nem há longe,

nem o tempo que corre em vão.

O meu tempo só é medido,

no bater do teu coração.

Não há alegria nem tristeza,

nem dias e noites sem fim.

Só tu, minutos e segundos,

a viver dentro de mim.

Mas que posso eu dizer…

que possa ser o bastante?

Apenas e só, que te amo.

Agora e por diante.

de Luis Nascimento

390592014_d2df34e020.jpg

Technorati Tags:

Anúncios

2 comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s