“Ilusão” garante Jogos perfeitos à China

Um “playback” na cerimónia inaugural, encenação digital no fogo-de-artifício, controlo meteorológico ou ginastas sem idade suficiente para competir são apenas algumas das fabricações olímpicas criadas pela China para mostrar ao Mundo uns Jogos Olímpicos impecáveis.

Milhões de espectadores por todo o Mundo assistiram ao espectáculo inédito que marcou o arranque dos Jogos, mas, dias depois do início perfeito, a magia chinesa começou a perder o encanto.

A ordem do governo chinês era clara: a pequena cantora tinha que ser “perfeita”, por isso a menina fotogénica que encantou o Mundo a entoar Ode to Motherland na festa de abertura fez “playback” para esconder o sorriso desalinhado da verdadeira cantora.

“Yang Peiyi falhou a selecção [para aparecer na cerimónia] devido ao seu aspecto. Foi pelo interesse nacional“, explicou Chen Qigang, director musical do espectáculo, confirmando o “playback” na televisão estatal chinesa.

A série de fogo-de-artifício com forma de pegadas que iluminou a noite de Pequim para mostrar o caminho até ao Estádio Nacional – Ninho do Pássaro – foi uma encenação tecnológica, e o jornal Beijing Times foi o primeiro a confirmar a técnica utilizada.

A poluição e o nevoeiro de Pequim não iriam permitir uma visualização perfeita da cerimónia, e seria demasiado perigoso permitir uma filmagem aérea, o que justificou a encenação, explicou Gao Xiaolong, responsável pelos efeitos visuais da cerimónia.

Durante os JO, as autoridades chinesas substituiíram o nevoeiro por uma “neblina”.

Para afastarem a densa camada de poluição que envolve Pequim e dar a imagem de uma capital limpa, as autoridades chinesas mandaram fechar fábricas, limitaram a circulação automóvel e controlaram a meteorologia para conseguirem alguns dias olímpicos de céu azul e sol.

Pequim já tinha pintado a relva da capital com tinta verde quando, em 2001, a cidade foi examinada pelo Comité Olímpico Internacional como candidata à Organização dos Jogos.

A liberdade de expressão foi mais um simulacro. A China definiu três zonas para a realização de protestos olímpicos, mas embargou todos os pedidos de autorização (77 candidaturas) para manifestações durante os Jogos, silenciando qualquer voz dissidente que prejudicasse “os interesses nacionais”.

Alguns dos activistas que cumpriram a lei chinesa e apresentaram pedidos para a realização de protestos, estão presos e outros sob vigilância.

“A definição dos lugares de protesto foi uma brincadeira”, afirmou à Lusa Wang Xiao Feng, um conhecuido jornalista chinês, “porque o governo não iria suportar protestos”.

A par das espectaculares instalações olímpicas, várias paredes de informação cultural e publicitária foram erguidas na capital chinesa para esconderem os bairros mais pobres dos olhares dos visitantes estrangeiros que vinham visitar a cidade anfitriã, moderna e harmoniosa.

As hospedeiras chinesas que entregam as medalhas olímpicas e dão assistência aos visitantes foram criteriosamente seleccionadas e treinadas para sorrir, “pela honra da China”.

A equipa chinesa de ginástica conquistou a medalha de ouro com a ajuda de uma pequena atleta que, segundo a própria imprensa estatal chinesa, tinha apenas 13 anos há nove meses.

Actualmente, o passaporte chinês da jovem prova que ela tem 16 anos, a idade mínima para competir nos Jogos, facto estranho que nem as autoridades chinesas comentam nem o Comité Olímpico Internacional investigou.

Tudo em prol do “interesse nacional”, foi assim que a China justificou as falsificações e truques olímpicos que encenaram os Jogos aparentemente livres de erros ou imperfeições.

Em declarações recentes à imprensa chinesa, Zhang Yimou, director artístico das cerimónias de abertura e encerramento, notou que seria impossível organizar num país ocidental uma cerimónia com a sincronização e espectacularidade que a China mostrou na festa inaugural, devido à existência de sindicatos, regulamentos e de fraco espírito de sacrifício artístico.

“Os estrangeiros admiram isto. Este é o espírito chinês. Conseguimos fazer com que o nosso desempenho alcance um nível elevado através de um trabalho duro e esperto. Isto é algo que muitos estrangeiros não conseguem alcançar”, referiu à imprensa Zhang.

Nos Jogos chineses o feitiço não se vira contra o feiticeiro: A competição terminou e a China venceu a corrida ao “ouro”, indiferente às críticas e convencida de que os Jogos de Pequim vão ficar na história como o momento de abertura da China ao Mundo, mesmo que essa abertura seja apenas mais uma ilusão.

in Lusa

Ler também China “falsifica” Jogos Olímpicos e China vai controlar o clima


Technorati : , , , , ,
Del.icio.us : , , , , ,
Flickr : , , , , ,
Zooomr : , , , , ,
Buzznet : , , , , ,

Adicionar artigo ao blinklist Adicionar ao Ueba Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Adicionar artigo ao Del.icio.us Adicionar artigo ao Digg! Adicionar artigo ao DiHitt Adicionar artigo ao Eu Curti Adicionar artigo ao Furl Adicionar esta noticia no Linkk Envie este link para linkTo! Adicionar artigo ao Rec6 Adicionar artigo ao reddit Adicionar artigo ao Slashdot Adicionar site ao Stumble Adicionar aos Favoritos Technorati Adicionar ao Ueba Sabedorize esta noticia no WebSapiens Adicionar artigo ao Windows Live Adicionar ao Yahoo!

Quer ter estes botões no seu site? Acesse

Anúncios

4 comments

  1. Não vejo nada de mais, se comparado às falcatruas, praticadas anos e anos pelos EUA, Alemanha Oriental e URSS, inclusive com denúncias de doping maquiado não esclarecidos até hoje. A China fez até menos do que estes fizeram.

  2. Eu achei péssimo. De péssimo gosto o que fizeram com a menina. De resto, a questão da pegada eu até que acho normal, eles queriam fazer aquilo, mas ia colocar x e y em risco, vamos gravar e apresentar. Sim? É tão bonito como se fosse real. O que eu não acho certo é dizer a uma criança “hey, vc é feia, não suba no palco, vamos aproveitar seu talento enquanto você usa esse sac ode compras na cabeça”
    Eu hein, que povo mais esquisito.

    Agora eu me pergunto como é que permitiram que uma galera tão rigorosa, tão rígida e tão deficiente socialmente pudesse sediar as olimpíadas?

  3. La esta o pessoal a atacar a China.

    Alguem e’ capaz de me explicar o que e’ uma falsificacao duma ilusao?
    “Epa a ilusao nao era a serio, era falsificada!”
    A abertura era um espectaculo de ilusao portanto qualquer tecnica era valida.
    Estou a ver que este pessoal acredita que a Guerra das Estrelas aconteceu mesmo…

    Quanto ‘a idade minima…
    Idade minima 16 anos?
    Desde quando?
    As famosas ginastas romenas tinham quantos anos tinham?
    Nadia Comaneci: 14.

    O Reino Unido mandou um miudito de 14 anos participar nos saltos para a agua em Pequim.
    Isso nao e’ muito pior do que a China mandar uma ginasta de 13?
    Saltar para a agua daquelas alturas com as estruturas ossea e muscular dum miudo de 14 anos?!

    Esta perseguicao ‘a China realmente…
    O governo chines tirou da pobreza 300 milhoes de pessoas!
    Estais a ver a escala?
    300 milhoes?
    Por acaso, atacar a pobreza nao e’ lutar pelos Direitos Humanos?
    Ou sera’ melhor ter liberdade para protestar sem ter o que comer?

    As contruccoes solidas comecam pela base nao pelo telhado…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s