Jornais nazis estão a ser reimpressos

15 01 2009

E se nos quiosques alemães voltarem a estar à venda jornais com artigos de Joseph Goebbels, ministro da propaganda de Adolf Hitler, a elogiar o seu líder e a criticar a imprensa judaica?

Segundo a BBC, é isso que está a acontecer neste momento na Alemanha, onde a polémica estalou com uma nova iniciativa – a reimpressão de jornais nazis.

Este projecto tem como objectivo ensinar os alemães acerca do seu passado e dos crimes cometidos por Hitler, não através de manuais escolares, mas de jornais da época.

No vídeo disponível no site da BBC, o jornalista Steve Rosenberg, tem nas suas mãos “Der Angriff” (O Ataque) de dia 13 de Janeiro de 1933, um jornal de propaganda nazi onde consta o referido artigo de Goebbels (que aliás se tornaria editor do jornal em 1936). O jornal não é um artigo de colecção, nem foi adquirido numa cave secreta de neo-nazis, foi comprado num comum quiosque alemão.

O responsável por esta iniciativa é Peter McGee, um editor inglês, consciente da polémica que uma incitativa destas iria provocar. “Há duas opções: uma é deixar o material trancado nos arquivos; outra é trazê-lo para a opinião e debate público. Isso está a acontecer agora, as pessoas estão a discuti-lo e é material forte”, afirmou à BBC.

Desde o fim da II Guerra Mundial que a Alemanha tem regras estritas que proíbem propaganda nazi. No entanto, os responsáveis pela reimpressão dizem que esta é uma forma de não deixar os crimes contra a humanidade perpetrados por Hitler caírem no esquecimento ou que os movimentos neo-nazis consigam distorcê-los.

Importa também referir que, além das publicações de inspiração nazi, estão também a ser reimpressos jornais da oposição que acabaram por ser fechados por Hitler.

in Público

😕

Ler também Hitler ouvia discos de músicos judeus


Technorati : , , , ,
Del.icio.us : , , , ,
Flickr : , , , ,
Riya : , , , ,
43 Things : , , , ,

Adicionar artigo ao blinklist Adicionar ao Ueba Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Adicionar artigo ao Del.icio.us Adicionar artigo ao Digg! Adicionar artigo ao DiHitt Adicionar artigo ao Eu Curti Adicionar artigo ao Furl Adicionar esta noticia no Linkk Envie este link para linkTo! Adicionar artigo ao Rec6 Adicionar artigo ao reddit Adicionar artigo ao Slashdot Adicionar site ao Stumble Adicionar aos Favoritos Technorati Adicionar ao Ueba Sabedorize esta noticia no WebSapiens Adicionar artigo ao Windows Live Adicionar ao Yahoo!

Quer ter estes botões no seu site? Acesse

Advertisements

Acções

Information

7 responses

15 01 2009
Guilherme Freitas

Essas reimpressões podem ao mesmo tempo mostrar a futura geração alemã seu passado sombrio, como despertar sentimentos de ódio adormecidos. Uma aposta arriscada e muito polêmica.

15 01 2009
paranoiasnfm

É basicamente o mesmo que chegar a uma aula de História e falar em Salazar, Mussolini e personalidades do género. Trata-se de história. Quem gosta, muito bem, quem não gosta, apanha secas ou então, critica por estarmos a falar de alguém que não vale nada.

É pura história, cultura-geral. 🙂

“Há duas opções: uma é deixar o material trancado nos arquivos; outra é trazê-lo para a opinião e debate público. Isso está a acontecer agora, as pessoas estão a discuti-lo e é material forte”

Quando afirmam isto, deduzo mesmo que seja neste sentido que estejam a “destapar” o véu. Portanto, apoio a iniciativa. Agora, também depende da moral de cada um. Acho que, nos dias de hoje, ninguém ia ver estes artigos como incentivo para actos de vandalismo/genocídio, etc, como sabemos que foi naquela época.

PS:
G:
A questão é que, por ser presidente, têm que manter a sua segurança da melhor forma possível. Uma das medidas, é retirar tudo o que é novas tecnologias que permitam identificar o paradeiro do presidente. 😉
iPods, telemóveis, Internet (e-mail, etc), são meios muito “fáceis” para se chegar lá. 🙂 (obviamente para quem domina estas tecnologias)

Cumprimentos

16 01 2009
Junior Silva

Esse tipo de coisa acho válida quando se tem como objetivo trazer rodas de discussões e debates acerca da história, até porque, por incrível que pareça, tem gente que ainda insiste em dizer que o holocausto não existiu.

16 01 2009
Sérgio F. Mendes

Iniciativa interessante. Igual àquela de impedirem que Auschwitz fosse deitada abaixo. É louvável que revolvamos o lodo do fundo justamente para que ele não volte a dominar.

16 01 2009
mauricio

Acredito que é muito mais importante falar sobre o holocausto que os judeus estão cometendo contra os povos Arabes que sobre esse holocausto que ja se tornou coisa do passado e está morto.

18 01 2009
marcowo

O holocausto atual pelo que me consta esta acontecendo na Faixa de Gaza……….onde dai eu pergunto: será que algum Israelense irá ser punido??

19 05 2009
Jason D' Cézaris

Com o conhecimento de Der Angriff a nova geração poderá ter grandes informações sobre os Norte Americanos e seus aliados esraelenses, sobre seus intuitos de conquistarem o mundo na qual eles mesmos destroem!!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: