Criado na Suíça o partido Anti-PowerPoint

6 07 2011

O objectivo é evitar que as 250 milhões de pessoas que usam este programa mensalmente tornem as suas apresentações chatas.

Um grupo de cidadãos suíços criou o partido Anti-PowerPoint, o popular programa de apresentações visuais que é propriedade da Microsoft.

O objectivo deste movimento não é proibir completamente o uso desta ferramenta de trabalho, mas sim a utilização obrigatória que se faz do PowerPoint em empresas e universidades.

“Queremos que o número de apresentações com PowerPoint diminua em todo o planeta para tornar as apresentações mais atractivas. A escolha da Suíça deve-se ao facto de neste país qualquer cidadão poder inscrever-se num partido”, dizem os autores do movimento.

Este movimento, contudo, quer ter uma projecção mundial. “Não temos finalidades políticas”, asseguram os promotores, que têm como maior objectivo acabar com o número impressionante de pessoas que recorrem ao PowerPoint em apresentações – estima-se que são 250 milhões por mês em todo o mundo.

Este debate não é novo. O ano passado, o jornalista francês Franck Frommer publicou um livro onde questionava o abuso do PowerPoint nas apresentações.

in DN

Este pessoal não tem mais nada com que ‘lutar’?!

Parece-me que existem problemas bem mais graves do que este que justificaria um partido, movimento, associação, etc. 🙂








%d bloggers like this: