China

Vendido frango fora de prazo há 46 anos

Autoridades apreenderam 20 toneladas de pernas de frango congelado em mau estado ou fora do prazo desde a década de 1960.

raw_chickenA polícia chinesa descobriu uma rede de venda de partes de frango, principalmente de pernas, mal armazenadas e algumas delas fora do prazo há 46 anos, informou esta quinta-feira a imprensa local.

A operação policial aconteceu na cidade de Nanning (sul da China), onde as autoridades apreenderam 20 toneladas de pernas de frango congelado em mau estado ou fora do prazo desde a década de 1960.

A descoberta foi muito comentada nas redes sociais chinesas, onde se criticava fortemente a falta de controlo que muitos alimentos parecem ter no país, e os internautas, com ironia, referiram-se também à situação com o termo de «garras de frango zombies».

Muitos destes produtos eram importados ilegalmente de outros países vizinhos – Nanning encontra-se perto da fronteira com o Laos e Vietname – e processados em fábricas chinesas, onde eram vendidos para diferentes partes do país.

Alguns destes pedaços de frango foram conservados em peróxido de hidrogénio, um aditivo ilegal que atrasa a data de validade, dando um aspeto mais fresco ao alimento, disseram as autoridades de segurança pública de Nanning ao «China Daily».

in TVI24

O negócio do frango deve andar mesmo muito mal por lá…
Para haver em stock desde os anos 60 do século passado!!! 😐

Não há dinheiro, a casa fica no meio da estrada!

Um bloco de apartamento ficou plantado no meio de uma nova estrada na China, depois de um casal de idosos de ter recusado a aceitar o realojamento proposto pelas autoridades locais. Luo Baogen e a mulher insistem em viver no prédio meio demolido na cidade de Wenling, na província de Zhejiang, porque acham que a compensação oferecida pelo governo não é a suficiente.

A estrada circunda o imóvel
D.R.

O resultado deste braço-de-ferro é que o imóvel continua no meio da estrada e os carros são obrigados a circular em seu redor, numa espécie de rotunda improvisada. Para garantir a segurança do casal, algumas divisões anexas foram deixadas intactas, mas todos os vizinhos já se mudaram.

A via em questão liga a aldeia de Xiazhangyang à estação de comboios de Wenling e ainda não está oficialmente conluída.

Durante muito tempo, na comunista República Popular da China, a propriedade privada foi abolida, tornando mais simples as movimentações de populares, mas as leis mudaram e, actualmente, é ilegal demolir propriedades sem um acordo prévio com os donos.

Os que no país se recusam a abrir caminho ao desenvolvimento são conhecidos como os «proprietário pregados», numa alusão a pregos teimosos que não fáceis de retirar sem um martelo.

in Dinheiro Vivo

Podiam construir ali uma bela duma rotunda! 😀
Mesmo que não seja necessária!  😐
Podiam aprender alguma coisa com países mais desenvolvidos, como Portugal.
Um dia, quando os inquilinos saíssem, faziam um ‘lindo’ chafariz como em muitas que temos por cá… 🙂

Cábulas tecnológicas acabam em prisão

Pelo menos oito chineses foram presos recentemente por terem ajudado os seus filhos a cabular nos exames de acesso à universidade, com recurso a dispositivos electrónicos.

A informação é avançada pela agência Reuters, que citando a imprensa local refere que estes oito condenados foram acusados de ajudar os seus filhos a cabular, utilizando sistemas de comunicações sem fios.

O caso deste grupo de oito pais remonta a 2007, quando tiveram a ideia de ajudar os seus filhos através de métodos electrónicos.

Além do recurso a telemóveis e a auscultadores sem fios, estes pais contrataram estudantes universitários, que foram pagos para responder às questões dos exames de acesso ao ensino superior, que deviam ser respondidas pelos seus filhos.

A táctica foi descoberta quando as autoridades identificaram aquilo que denominam como «sinais de rádio anormais» junto da escola onde tudo correu.

Como resultado os pais foram condenados a penas de prisão entre os seis meses e três anos de prisão por acesso ilegal a segredos de Estado.

in SOL

(…) “acesso ilegal a segredos de Estado” ?? 😯

A tecnologia ao serviço do ensino… :mrgreen:


Technorati : , , , ,
Del.icio.us : , , , ,
Flickr : , , , ,
Buzznet : , , , ,
43 Things : , , , ,

Adicionar artigo ao blinklist Adicionar ao Ueba Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Adicionar artigo ao Del.icio.us Adicionar artigo ao Digg! Adicionar artigo ao DiHitt Adicionar artigo ao Eu Curti Adicionar artigo ao Furl Adicionar esta noticia no Linkk Envie este link para linkTo! Adicionar artigo ao Rec6 Adicionar artigo ao reddit Adicionar artigo ao Slashdot Adicionar site ao Stumble Adicionar aos Favoritos Technorati Adicionar ao Ueba Sabedorize esta notícia no WebSapiens Adicionar artigo ao Windows Live Adicionar ao Yahoo!

Quer ter estes botões no seu site? Acesse

Rede de espionagem informática global

Uma rede de espionagem electrónica conseguiu infiltrar-se em 1295 computadores de governos, incluindo o de Portugal, embaixadas, organizações de defesa dos direitos humanos e meios de comunicação, entre outras instituições, em 103 países, segundo um relatório da Universidade de Toronto ontem publicado.

Segundo o relatório hoje divulgado na Internet pelo Munk Center for International Studies da Univesidade de Toronto não é possível atribuir com certeza a autoria da espionagem da rede que os investigadores denominam GhostNet (RedeFantasma), mas sublinham que três dos quatro servidores de controlo estão em províncias chinesas e o quarto na Califórnia, Estados Unidos.

Os autores do relatório, um grupo de acompanhamento da ciber-delinquência denominado The Information Warfare Monitor que se foca na utilização da rede como domínio bélico estratégico, trabalham sob o patrocínio do SecDev Group, uma consultora de Otava especializada em regiões em risco de violência, e do Laboratório Cidadão da Universidade de Toronto.

Na opinião dos investigadores, não se pode concluir definitivamente que a espionagem envolva o governo chinês, apesar do controlo do sistema ter origem, quase exclusivamente, em computadores na China.

No entanto, a origem desta investigação está relacionada com uma petição do gabinete do Dalai Lama em Dharamsala, norte da Índia, para que os peritos analisassem a rede de computadores, dos quais tinham sido retirados virtualmente documentos e cujos microfones e câmaras web eram controladas por controlo remoto.

O diário The new York Times, que teve acesso às “impressões digitais dos espiões”, sublinha que um dos possíveis rastos do envolvimento oficial da China é a chamada telefónica recebida por um diplomata não identificado.

A maioria dos computadores infectados pertence a países ou missões diplomáticas do Sudeste Asiático, escritórios de Taiwan, indianos e tibetanos, apesar do relatório acessível na rede não permitir ver nem a lista dos computadores infectados nem os nomes dos titulares destes.

No entanto, na lista por organismos aparecem os escritórios da agência norte-americana AP em Londres e Hong Kong e o canal de televisão New Tang Dinasty Television criado por grupos de apoio a Falun Gong.

Na lista também aparece a operadora telefónica CANTV da Venezuela, o ministério dos Negócios Estrangeiros do Irão, a embaixada da China nos Estados Unidos, a consultora Deloitte Touch, a rede informática do governo de Portugal, a embaixada de Malta na Líbia e entidades das ilhas Salomão.

in Expresso

Um crime que será cada vez mais frequente… 😕

E a invasão da rede informática do governo português deve ter sido puro engano… Ou então andavam à procura da alta tecnologia “exclusiva” do nosso Magalhães! :mrgreen:

Ler também:


Technorati : , , , , ,
Del.icio.us : , , , , ,
Ice Rocket : , , , , ,
Flickr : , , , , ,
Buzznet : , , , , ,

Adicionar artigo ao blinklist Adicionar ao Ueba Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Adicionar artigo ao Del.icio.us Adicionar artigo ao Digg! Adicionar artigo ao DiHitt Adicionar artigo ao Eu Curti Adicionar artigo ao Furl Adicionar esta noticia no Linkk Envie este link para linkTo! Adicionar artigo ao Rec6 Adicionar artigo ao reddit Adicionar artigo ao Slashdot Adicionar site ao Stumble Adicionar aos Favoritos Technorati Adicionar ao Ueba Sabedorize esta notícia no WebSapiens Adicionar artigo ao Windows Live Adicionar ao Yahoo!

Quer ter estes botões no seu site? Acesse

Chinesa ‘aluga’ vida pela internet

Após fracassos em 2008, Chen Xiao resolveu não tomar mais decisões. A jovem cobra cerca de três dólares por hora para fazer tarefas aleatórias.

Cansada de tomar decisões, a jovem chinesa Chen Xiao resolveu oferecer sua vida para quem estiver disposto a pagar. Pela internet, ela deixa que as pessoas escolham o que ela fará a cada dia, numa loja virtual, “Chen Xiao’s remaining life shop” (Chen Xiao của cửa hàng còn lại cuộc sống), aberta para os milhões de internautas chineses.

“É seu direito escolher o que Chen Xiao fará, e é minha obrigação atendê-lo”, afirma a jovem na sua página na rede.

A loja virtual foi aberta em Dezembro, depois que Chen chegou à conclusão que a sua vida em 2008 havia sido “um desastre“.

A sua cidade natal foi devastada por uma tempestade, os seus amigos se divorciaram e a loja de roupa que ela possuía foi à falência.

“Sempre que eu tinha um plano, ele não se concretizava. Então decidi que se deixasse as pessoas tomarem as decisões por mim, talvez eu encontrasse algo interessante”, afirmou a moradora de Pequim à rede americana CNN. Ela cobra o equivalente a cerca de três dólares por hora para quem quiser alugar sua vida, e já foi obrigada a realizar tarefas como entregar ração para cães e gatos e almoçar com um mendigo. “Algumas tarefas simples me deixaram muito feliz.”

A jovem não sabe até quando vai atender os pedidos dos cibernautas, mas afirma que, no momento, a solução cai como uma luva nos tempos de crise financeira.

Como limites para o que aceita fazer, Chen Xiao coloca apenas a ilegalilade, imoralidade ou violência.

in JM.Online

chen_xiao_blog_fwa_20090210224448.jpg

Chen Xiao, numa acção publicitária à sua iniciativa na Grande Muralha da China

Quando não há mais nada para “vender”…

Será isto empreendedorismo?! 😕

Ler também:


Technorati : , , , , ,
Del.icio.us : , , , , ,
Flickr : , , , , ,
Zooomr : , , , , ,
Riya : , , , , ,

Adicionar artigo ao blinklist Adicionar ao Ueba Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Adicionar artigo ao Del.icio.us Adicionar artigo ao Digg! Adicionar artigo ao DiHitt Adicionar artigo ao Eu Curti Adicionar artigo ao Furl Adicionar esta noticia no Linkk Envie este link para linkTo! Adicionar artigo ao Rec6 Adicionar artigo ao reddit Adicionar artigo ao Slashdot Adicionar site ao Stumble Adicionar aos Favoritos Technorati Adicionar ao Ueba Sabedorize esta notícia no WebSapiens Adicionar artigo ao Windows Live Adicionar ao Yahoo!

Quer ter estes botões no seu site? Acesse

Casal de pinguins gays é ‘expulso’ de zoo

Grupos dos direitos dos animais protestaram contra a “segregação” de um casal de pinguins gays, que tinha sido expulso da sua colónia num jardim zoológico em Harbin, no norte da China, por roubar ovos, segundo o jornal inglês “Daily Mail“.

No mês passado, as aves foram segregadas depois que serem capturadas a roubar ovos de outros pinguins e colocando pedras no lugar. A “segregação” dos dois pinguins machos acabou gerando protestos por parte dos visitantes do local.

Devido às reclamações, de acordo com “Daily Mail”, o zoo decidiu dar dois ovos ao casal. “Decidimos dar-lhes dois ovos de outro casal cuja capacidade para chocar tem sido fraca”, afirmou um dos guardas do zoológico.

Segundo o mesmo funcionário, “os pinguins gays mostraram-se os melhores pais de todo o jardim zoológico”. “É muito animador. Se isso terminar bem, vamos tentar torná-los verdadeiros pais com inseminação artificial”, acrescentou.

Segundo o jornal inglês, especialistas explicaram que, apesar de o casal ser gay, os dois pinguins machos, que têm três anos de idade, ainda são impulsionados por um desejo de serem pais.

“Uma das responsabilidades de ser um macho adulto é cuidar dos ovos. Apesar do fato de que eles não podem ter ovos naturalmente, isso não lhes tira o desejo biológico de ser pai”, afirmou um especialista ao “Daily Mail”.

in G1

O “mundo animal” no seu melhor… 8)


Technorati : , , , ,
Del.icio.us : , , , ,
Flickr : , , , ,
Zooomr : , , , ,
Buzznet : , , , ,

Adicionar artigo ao blinklist Adicionar ao Ueba Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Adicionar artigo ao Del.icio.us Adicionar artigo ao Digg! Adicionar artigo ao DiHitt Adicionar artigo ao Eu Curti Adicionar artigo ao Furl Adicionar esta noticia no Linkk Envie este link para linkTo! Adicionar artigo ao Rec6 Adicionar artigo ao reddit Adicionar artigo ao Slashdot Adicionar site ao Stumble Adicionar aos Favoritos Technorati Adicionar ao Ueba Sabedorize esta noticia no WebSapiens Adicionar artigo ao Windows Live Adicionar ao Yahoo!

Quer ter estes botões no seu site? Acesse

China censura Guns N’ Roses

Foi esperado durante 15 anos. Havia até quem pensasse que nunca chegaria a ver a luz do dia. Mas esta semana o novo álbum dos Guns N’ Roses chegou de facto às lojas. Apresenta-se como Chinese Democracy e já é fonte de polémica.

O título do disco refere objectivamente um movimento político chinês que, com o mesmo nome, luta desde 1978 contra o sistema de partido único do país. O próprio tema que dá título ao disco foi dedicado aos elementos do grupo espiritual Falun Gong, que foi banido em 1999. O lançamento não foi visto com bons olhos pelas autoridades chinesas. E o jornal do Partido Comunista Chinês definiu mesmo o álbum como um “ataque venenoso” ao seu país. Um artigo publicado pelo jornal citava, inclusivamente, alguns versos do novo álbum dos Guns N’ Roses, referindo que o disco se trata de uma tentativa do Ocidente em querer “controlar o mundo utilizando a democracia como joguete, noticiou a BBC.

O “incidente” chinês não afastou contudo as atenções de um álbum pelo qual esperaram os admiradores do grupo. Resta saber que resultados alcançará nas tabelas de vendas…

A espera foi longa. Foram 15 anos em que o grupo mudou constantemente de formação, inclusivamente perdendo uma das suas figuras centrais, o guitarrista Slash, mantendo-se sempre e unicamente o líder polémico Axl Rose. Muitas vezes adiado, Chinese Democracy chegou a ser apelidado como um dos discos mais caros de sempre nunca editados, segundo um artigo do jornal New York Times em 2005, que apontava os custos de produção do álbum para dez milhões de euros.

Quando este ano foi anunciada a nova data de lançamento, a expectativa era inevitável. Temendo a pirataria online, que pudesse colocar as canções na Internet meses antes da sua edição, era natural que Chinese Democracy estivesse guardado a sete chaves. Todavia, em Junho, Kevin Skwerll, ex-funcionário da editora Universal, teve acesso a alguns dos novos temas e disponibilizou-os no seu blogue. Investigado pelo FBI, lançou depois uma campanha online para ajudar a pagar a sua defesa. Skwerll sempre se deu como inocente, mas esta semana assumiu-se como culpado, aguardando julgamento até ao dia 8 de Dezembro.

in DN Online

A censura da China penso que não surpreende ninguém e para a banda é só publicidade!

Quanto à qualidade do álbum… Na minha opinião os Guns N’ Roses acabaram à 15 anos (ou mais!). 😐

Escutem o novo (!) disco e digam alguma coisa… 🙄

Ler também Blogues censurados e Censurado?!!


Technorati : , , , , ,
Del.icio.us : , , , , ,
Ice Rocket : , , , , ,
Flickr : , , , , ,

Adicionar artigo ao blinklist Adicionar ao Ueba Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Adicionar artigo ao Del.icio.us Adicionar artigo ao Digg! Adicionar artigo ao DiHitt Adicionar artigo ao Eu Curti Adicionar artigo ao Furl Adicionar esta noticia no Linkk Envie este link para linkTo! Adicionar artigo ao Rec6 Adicionar artigo ao reddit Adicionar artigo ao Slashdot Adicionar site ao Stumble Adicionar aos Favoritos Technorati Adicionar ao Ueba Sabedorize esta noticia no WebSapiens Adicionar artigo ao Windows Live Adicionar ao Yahoo!

Quer ter estes botões no seu site? Acesse