Gadgets

iPhone é a melhor invenção do ano

O iPhone, telefone multimédia da Apple lançado nos EUA em meados de 2007, foi eleito pela revista ‘Time‘ como a invenção do ano. Entre os motivos listados pela publicação para justificar a sua escolha estão a beleza do aparelho, o facto da sua função touchscreen (sensível ao toque) realmente funcionar bem, possibilidade de ele abrir caminhos para telefones melhores e também o facto de não ser um telefone, mas sim uma plataforma.

Divulgada anualmente em Novembro, essa lista tem as melhores invenções de diversas categorias – muitas delas ainda não disponíveis no mercado – e sempre elege uma como destaque. (…)

“É difícil digitar nele. É muito lento. É muito grande. Não tem comunicador instantâneo. É caro. Não é compatível com o e-mail do trabalho. É preso à AT&T. E estamos cansados de falar nele”, afirma a “Time”, antes de divulgar todas as vantagens acima, que a levaram a escolher o iPhone. Por isso, conclui, os pontos positivos ainda têm mais peso quando se analisa o aparelho.

Para a revista, a empresa de Steve Jobs leva o design tão a sério quanto a tecnologia. “Pequenos detalhes do aparelho fazem com que o iPhone seja usável num mundo cheio de aparelhos inúteis. Ele fala a sua língua”, afirma a publicação, que também elogia o fato de a Apple saber como utilizar a tecnologia touchscreen.

Segundo a “Time”, a Apple não inventou nem reinventou a tela sensível ao toque. Mas soube muito bem usar essa função para criar uma nova interface, dando ao usuário a ilusão de que ele está realmente manipulando fisicamente os dados nas suas mãos. Essa é uma nova forma de se relacionar com os computadores – veja o sucesso do Nintendo Wii, sugere a publicação.

Entre as vantagens, continua, também está o facto de a parceria entre o fabricante e uma operadora de telemóveis ter dado à Apple liberdade para criar um aparelho com as especificações da AT&T. “Agora, outras fabricantes estão com ciúmes. Elas querem a mesma liberdade. E isso representa telefones melhores e mais inovadores para todos”, diz a “Time”.

Além disso, tem o facto de o multimédia da Apple possuir um sistema operacional, o que faz dele um computador portátil. Segundo a revista, uma das grandes tendências de 2007 é a ideia de que a computação não pertence somente ao ciberespaço: ela precisa acontecer aqui, no mundo real, onde coisas reais acontecem. E o iPhone cumpre esse papel, com aplicações como o Google Maps, que divulga mapas de ruas quando o usuário realmente precisa dessa informação. (…)

in Globo.Com


Technorati : , , , ,
Del.icio.us : , , , ,
Ice Rocket : , , , ,
Flickr : , , , ,

Mercado dos gadgets «exclui» mulheres

O público feminino está «divorciado» dos fabricantes e comerciantes de gadgets o que deverá resultar, no final do ano, em perdas de cerca de 600 milhões de libras (cerca de 860 milhões de euros).

Os dados constam de um estudo da «Lady Geek», publicação da agência de publicidade «Saatchi & Saatchi», e apontam no sentido de, no Reino Unido, as mulheres não estarem ainda na «rota» do mercado dos gadgets.

Segundo o estudo, 35 por cento das utilizadoras de Internet manifestaram disponibilidade em aumentar os gastos em gadgets se os comerciantes tivessem uma estratégia para a abordagem ao público feminino.

Metade das inquiridas admitiram que abandonam as lojas on-line sem adquirir nenhum produto porque não conseguem encontrar o que procuram.

A maioria das mulheres manifestou-se desiludida com o facto de os comerciantes não entenderem o que elas pretendem e não olharem para o público feminino como um grupo de consumidores relevante.

Outro aspecto apontando referiu o abuso nos padrões cor-de-rosa, sendo que a maioria das mulheres admitiram preferir um objecto com um bom design do que um com tendências femininas.

in Sol

Sem dúvida que o mercado dos “gadgets” está maioritariamente vocacionado para o público masculino. Talvez porque sempre se entendeu que as mulheres não ligavam muito a engenhocas… Mas será verdade?

Não serão elas tão potenciais consumidoras como os homens?

Claro que as prioridades para aquele dinheirinho extra são diferentes! Aqueles sapatos especiais, o saco da nova colecção, o casaco de certa “griffe”…

Os homens são mais o telemóvel de última geração , o portátil mais leve e fino ou o GPS topo de gama…

Somos diferentes… Ainda bem!


Technorati : , , , , ,
Del.icio.us : , , , , ,
Ice Rocket : , , , , ,
Flickr : , , , , ,

Protótipo de chaveiro USB

Talvez um dia todos nós tenhamos como porta-chaves uma dessas pen´s minúsculas, cheias de gygas, e lá em casa teremos qualquer coisa tipo este sofisticado chaveiro USB. Chegar a casa e descarregar todo o trabalho do dia no nosso sistema informático caseiro, e…

usbkeyholder

Até lá qualquer ganchito serve…

read more | digg story